Menu

O Mr. Fumo vai te explicar como o bong funciona, qual sua origem e quais são os benefícios de fumar em um.

Você pode até não ter fumado em um, mas com certeza já viu em filmes e séries norte-americanas algum chapado com um bong maior que ele mesmo, não é? Pois bem, muito mais do que acessório para filmes de besteirol ele é um ótimo aliado na redução de danos! Nessa matéria vamos mostrar como isso se dá, então vem com a gente.

Origem

A teoria mais famosa é a de que surgiu na Ásia Central, mais especificamente, na Tailândia. Há milhares de anos, os tailandeses tem a tradição de cortar o bambu (que possui um formato cilíndrico e vedado) e fazer dois buracos para poder fumar tabaco, haxixe, ópio e cannabis.

A influência tailandesa é tanta que Bong se derivaria da palavra Baung, de origem tailandesa, que significa “tubo cilíndrico de bambu”. De lá, aventuradores americanos teriam descoberto a invenção durante a Guerra do Vietnã e levado para os Estados Unidos, explicando sua popularização por todo o mundo.

Existem também outras teorias que dizem que o bong pode ter sido inventado na África, há milênios atrás. Porém, não vamos entrar em detalhes nessa teoria pois são suposições baseadas na datação de artefatos encontrados em escavações no continente africano.

O que é um bong?

Um bong nada mais é do que um grande resfriador de fumaça. O bong básico é composto por seis partes: o bocal, o tubo condutor, a base, o downstem (ou caule), o bowl (ou taça) e o carburador (o buraco).

Alguns bongs chegam a ser totalmente personalizáveis, permitindo que você mude o bowl sem trocar o downstem, por exemplo. Além disso, alguns modelos mais complexos possuem outros mecanismos de resfriação de fumaça como o percolator e a trava para gelo no tubo condutor.

Como funcionam?

O funcionamento de um bong é similar ao funcionamento de um narguile. Você possui um “tubo” que conecta a sua erva com a água, permitindo que a fumaça se concentre e resfrie sem molhá-la. Basta você colocar a erva no bowl, botar fogo nela e puxar o ar ao mesmo tempo em que segura o buraco do carburador, para garantir uma queima mais uniforme.

A fumaça será filtrada e resfriada pela água antes de ficar concentrada em seu bong. Após o primeiro trago com o dedo no carburador, você pode dar mais alguns tragos sem a necessidade de tampá-lo com a fumaça restante em seu interior.

Seu funcionamento é tão simples que pode ser imitado de muitas formas sem a real necessidade de utilizar um bong. Uma delas é a famosa baldada que, por sinal, tem a capacidade de derrubar qualquer um! Quem já provou sabe e pode confirmar.

Experiência e benefícios

Sobre a experiência de se fumar em um bong, melhor deixar para vocês experimentarem (caso já não tenham feito). Só podemos dizer que é uma sensação inigualável quando comparado as outras formas de fazer fumaça. Um trago muito mais consistente, prazeroso e potente! Isso sem falar da brisa!

Agora sobre os benefícios, iremos listar alguns aqui para vocês:

  • Fumaça resfriada: Primeiramente, a temperatura de combustão de um baseado queimado na seda pode variar entre os 500ºC e 1100ºC. Em comparação, os bongs com gelo, por exemplo, não chegam a mais que 50ºC.
  • Eliminação de toxinas: A água filtra impurezas e algumas das toxinas que iriam diretamente para o seu pulmão caso estivesse fumando na seda.
  • Fumaça suave e concentrada: Permite um trago muito mais prazeroso, não queima a garganta e tem pouco impacto no pulmão.
  • Versatilidade: Um único bong pode servir para flores, óleos e concentrados. Basta apenas trocar o seu bowl e downstem (se necessário). Além disso, pode ser uma bela peça de decoração.

Vale lembrar que esses benefícios são válidos para quem pretende utilizá-lo de maneira correta. Sabemos que cada pessoa tem sua frequência de uso. Para aquelas que usam o bong demasiadamente de uma vez, talvez esses benefícios acima não sejam tão válidos a médio e longo prazo. Só depende de você como vai utilizar o seu!

Não deixe de dar uma olhada nos bongs que temos disponíveis e, claro, não deixe de comentar o que você achou da matéria e compartilhá-la com seus amig@s. Até o próximo Mr. Fumo Informa!
Aquele abraço 🙂

Fontes: Cultiva GrowShop (https://cultivagrowshop.com.br/blog/guia-definitivo-bong/)
GEASeeds (https://geaseeds.com/blog/pt-pt/que-e-um-bong/)

No Comments

    Leave a Reply